Governo do Estado do Rio Grande do Sul
Início do conteúdo

Vacinação contra a gripe no RS registra pouca procura entre crianças

Publicação:

Faixa etária das crianças que podem se vacinar foi ampliada até menores de 10 anos.
Faixa etária das crianças que podem se vacinar foi ampliada até menores de 10 anos.

Apenas pouco mais da metade das crianças maiores de 6 meses e menores de 5 anos se vacinaram contra a gripe na campanha deste ano até o momento. Faltando menos de uma semana para o fim da campanha, que segue até sexta-feira (15), 54,8% das crianças dessa idade receberam a dose da vacina. Essa faixa etária é considerada uma das prioridades pelo Ministério da Saúde e a pouca adesão desse grupo preocupa as autoridades de saúde. “É comum as crianças pegarem viroses, e as mães terem receio de vacinar seus filhos. O importante é a criança não estar com febre para receber a vacina, pois o quadro febril contraindica a sua aplicação", explica Tani Ranieri, chefe da Divisão de Vigilância Epidemiológica do Centro Estadual de Vigilância em Saúde (Cevs). "Salientamos que as crianças até 9 anos de idade representam 50% dos casos confirmados de síndrome respiratória aguda grave por Influenza", completa.

Juarez Cunha, médico pediatra da Vigilância em Saúde do município de Porto Alegre e membro da Sociedade de Pediatria do Rio Grande do Sul, reitera a importância da vacinação nas crianças por esse grupo ser um dos mais suscetíveis a ter complicações graves. “A vacina é extremamente segura e eficaz por conter o vírus inativado. Ela não causa a doença”, garante o pediatra. Ele lembra que outro grupo que também deve se vacinar é o das gestantes, pois elas também estendem a proteção aos seus bebês até os 6 meses de idade.

A possível explicação da vacinação ainda não ter atingido a meta esperada é a demora da chegada das baixas temperaturas e poucos casos de gripe registrados no Estado esse ano, em comparação a anos anteriores. Foram confirmados, de acordo com o boletim da Secretaria da Saúde do Estado desta segunda-feira (11), 68 casos de gripe esse ano, com 3 óbitos entre eles. Em 2017, até a mesma época do ano, o Estado já havia registrado 218 casos e 24 óbitos. Com a ampliação das faixas etárias atingidas pela campanha da vacinação, crianças entre 5 e 9 anos e adultos de 50 a 59 anos também podem receber a dose da vacina contra a gripe nas unidades de saúde.

 

Dados da campanha

Grupo: doses aplicadas (cobertura)
Crianças: 328,8 mil (54,8%)
Trabalhador de saúde: 241,7 mil (77,2%)
Gestantes: 64,2 mil (60,5%)
Puérperas: 14,9 mil (85,9%)
Indígenas: 21 mil (93,5%)
Idosos: 1,27 milhão (87,1%)
Professores: 98,7 mil (83%)
Total dos grupos prioritários: 2.044.635 (77,2%)
Sistema Prisional: 29,4 mil
Comorbidades: 579,4 mil
Outros: 54,8 mil
TOTAL DE DOSES APLICADAS: 2.726.884

Secretaria da Saúde