Governo do Estado do Rio Grande do Sul
Início do conteúdo

Mormo

O mormo é uma zoonose infectocontagiosa causada pela bactéria Burkholderia mallei que acomete  primeiro os equídeos  (cavalos,  burros  e  mulas)  e  pode  ser transmitida eventualmente a outros animais e ao ser humano. A doença é transmitida a humanos pelo contato com animais infectados. 

A bactéria entra no organismo através  da  pele  e  das  mucosas  dos  olhos  e  nariz.  Casos esporádicos podem ocorrer principalmente em atividades profissionais relacionadas ao manejo desses  animais  ou  manipulação  de  amostras  contaminadas,  infectando médicos  veterinários,  tratadores  de  equinos,  funcionários  de  abatedouros  e laboratoristas. . Os profissionais expostos e pessoas que têm contato com animais suspeitos ou com equipamentos contaminados devem usar equipamentos de proteção individual, tais como luva, máscara, óculos e avental.

No ser humano, os sintomas gerais são febre, dores musculares, dor no peito, rigidez muscular e cefaleia. Podem ainda ocorrer lacrimejamento excessivo, sensibilidade à luz e diarreia. 

Não há vacina disponível contra a doença. A prevenção envolve a identificação e eutanásia do animal infectado.

Secretaria da Saúde